pressão alta

Doutor, estou com pressão alta?

Hipertensão arterial sistêmica (pressão alta) é a doença mais comum do coração no Brasil e no mundo. Não bastasse isso, é o principal fator de risco para infarto do coração e acidente vascular cerebral, o conhecido AVC.

Por isso que é tão importante o diagnóstico precoce e iniciar o tratamento o quanto antes. Mas como se faz o diagnóstico?

Muitas vezes, é através consulta de rotina (Check-Up) que se descobre a doença. Medições seriadas de pressão maior ou igual a 14 por 9, realizadas pelo cardiologista em consultório, confirmam o diagnóstico. Além disso, dados importantes como sexo, idade, peso, tabagismo, sedentarismo, colesterol elevado, glicose alta e história de infarto entre familiares são levados em consideração na avaliação clínica inicial.

Depois de um exame físico cardiológico minucioso, é definido a forma de tratar essa pressão alta, que vai desde mudança de estilo de vida, até prescrição de medicamentos controlados, além da necessidade de realizar exames complementares.

E o mais importante: o diagnóstico de hipertensão será definitivo (não tem cura), o que se faz necessário um controle clinico constante para o resto da vida.

Por isso que é tão importante que tenha um cardiologista de confiança. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 3/4 das mortes por doença cardiovasculares poderiam ser evitadas com bom controle clínico através do uso correto das medicações e de mudança do estilo de vida com práticas mais saudáveis.

Dr. Bruno Alencar Fonseca – Cardiologista da Blues.

Leia também:

O que deseja encontrar?

Compartilhe

© Desenvolvido com pelo iMedicina. Todos os direitos reservados.